megafone
MEGAFONE
Ter, 23 de Junho de 2015 17:18

 
Arrombamento de escola – A Escola Antônio José Tiago foi arrombada e 10 micro computadores foram furtados. Diante deste fato, mais uma escola passa pelo pente fino da marginalidade e fizeram mais um serviço cientes da impunidade e da falta de ação por parte administração que não toma providências para colocar vigias nas unidades escolares para assegurar o patrimônio publico e a segurança dos professores e alunos. O pior é que este fato não acontece apenas nas unidades escolares isso vem acontecendo de forma generalizada em residências, comércios e empresas inclusive pedestres. O grande absurdo é a sociedade achar bom quando não tem ninguém no momento da ação dos marginais.

Filhote de burro – Com a demora para concluir as instalações da academia ao ar  livre na Praia do Quilombo, a obra que deveria durar cinco meses para ficar pronta, em julho fará um ano, esta parecendo gestação de burro. Provavelmente devem estar esperando para concluir a obra e inaugurar no aniversário da cidade. Enquanto isso o governo municipal enrola o povo, a obra vai aos poucos se deteriorando até fazerem mais um aditivo antes da inauguração.

Mais uma obra – A escola Horacina Soares Francisco é mais uma obra que esta aguardando o aniversário da cidade para bater o bico de tucano e fazer barulho no dia dezenove de Julho. Infelizmente é uma sacanagem do executivo que atinge professores e alunos, que enquanto isso aguardam a boa vontade da classe politica para poderem seguir trabalhando  e estudando de forma justa e decente, fazendo valer a profissão que escolheram. No meu tempo, quem mandava na sala de aula era o professor, quem mandava na escola era o diretor enquanto alunos e administradores aprendiam e obedeciam. Afinal quem realmente entende de educação é o professor.

Transporte seguro – Ao ver a indicação do vereador Sérgio de Melo/PMDB, entendi e afirmo que não é de hoje que tenho levantado esta questão, ao ver funcionários públicos do setor de obras, agarrados em máquinas ou empoleirados em tobatas, a minha pergunta é: será que estes funcionários do povo não tem seu valor? ou será que o executivo pensa que esta transportando apenas instrumentos de trabalho? Não podemos esquecer que todos tem seu valor.

 
MEGAFONE
Seg, 15 de Junho de 2015 13:43

 
A gente não quer só comida ...- Sem dúvida que a requerimento do vereador Isac Hamilton da Costa/PSD para criar um galpão que abrigue marinheiros com destino à Macaé não passa de um engodo para encher linguiça, vida mansa e coçar o dia inteiro pode se tornar o local favoritos para muitos, resta saber quem vai levar o "dominó" para passar momentos com os amigos.  Onde está à visão política para valorizar nossos marinheiros? Acredito que seria mais viável, "Criar um galpão de Escola e Arte da Pesca para instruir os mais jovens e aqueles que tem sede de dignidade,  que tal fazer alguns bicos já que muitas famílias sobrevivem desses mesmos bicos" é preciso mais informações e esclarecimentos por parte do nobre vereador. "A gente não quer só comida ou bebida

Mudança - Sem dúvida que todo o crescimento, seja ele pessoal ou comercial, deve ser valorizado e reconhecido por quem está atento aos acontecimentos da cidade. Ao ver à empresa "Auto Peças Penha", que é nosso anunciante, mudar para um espaço mais amplo, vejo que à preocupação dos que dirigem e trabalham na empresa é oferecer sempre o melhor, principalmente na qualidade dos produtos e atendimento aos clientes e fornecedores. Parabéns para todos, inclusive os clientes que podem contar com um local ainda mais amplo. "Mudar para melhorar sempre é à chave do sucesso"

Justas Homenagens - Ao acompanhar à sessão da Câmara de Vereadores de Penha, que rendeu homenagens aos nossos valores culturais locais, fiquei muito gratificado, principalmente por ter à oportunidade de registrar em fotografia que considero histórica, nosso escritor respeitado e renomado Sr. Claudio Bersi ao lado de sua esposa, tendo ao fundo em quadro o Hino de Penha bordado. Sem dúvida este foi para mim um momento único e histórico que merece destaque hoje, no futuro e sempre.

 
MEGAFONE
Sáb, 30 de Maio de 2015 16:35

 
Fim da Reeleição – A câmara federal aprovou o fim da reeleição de presidente, governador e prefeito, mas ainda precisa ser aprovado no segundo turno e necessitam de apreciação do senado. Vale lembrar que este é o primeiro passo para as mudanças que o país necessita. Sem dúvida que: 'todo mal precisa ser cortado pela raiz'. Embora muitos políticos já tenham festejado nesta embarcação (reeleição), o cenário deverá sofrer inúmeras modificações, mas não podemos esquecer que eles (políticos), ainda contam com o velho jeitinho brasileiro. Não podemos esquecer que eles dão com uma mão e tiram com a outra, ou com as duas.

Claudinei questiona? - Diante dos demais colegas de bancada, o vereador questionou: “Onde está se fazendo à divulgação do processo seletivo.” Correto está o vereador, é preciso divulgá-lo maciçamente  através de veículos de comunicação da cidade com credibilidade.

Claudinei quer saber? - O vereador Claudinei R. Pressi/PSDB quer saber quais são os imóveis vinculados ao patrimônio público da cidade. Concordo com o nobre edil, afinal é preciso que à sociedade saiba o que realmente é público para se evitar dissabores no futuro com os aventureiros que gostam de invadir e ocupar o patrimônio alheio (público).

Juraci também questiona? - Em plenário e diante dos vereadores da atual situação, à vereadora Maria Juraci Alexandrino/PMDB, quer saber quais os critérios utilizados pela administração pública, para conceder isenção fiscal para certas empresas instaladas no município de Penha.

Prostituição –
É normal ouvir nesta época em que à politicagem se prostitui em função de um futuro próximo pleito eleitoral. Tem vereador que vira-casaca, outros se mostram bonzinhos, alguns se intitulam como salvadores da pátria, enfim...um verdadeiro prostíbulo é apresentado para o povo, enquanto na mesa dos fundos (bastidores), vale quem dá mais. Uma prostituição sem ética e sem valor, mas infelizmente atrai o eleitor que visa obter à prostituição fácil sem pagar nada, sequer esforço.

Hora de virar o jogo –
Nesta época, assistir uma sessão da Câmara de Vereadores de Penha ou qualquer outra cidade, onde começamos à ver sinais de mudanças de siglas, ao observar esse tipo de comportamento de alguns edis, fico e escrevo com muita convicção que: “Até agora tudo não passou de jogadas para ludibriar o povo. Este é um momento que eu considero extremamente traiçoeiro ao povo. O que vale é mudar o discurso para continuar na política e que se dane o povo. Um jogo medíocre de envergonhar qualquer cidadão de bem. Que tal mudar para o PSRP (Partido Sem Responsabilidade Popular). Por enquanto ainda tem vaga, mas não demora porque já tem gente na fila e está ficando cada vez mais comprida.”É hora de virar o jogo.”

 
MEGAFONE
Sáb, 23 de Maio de 2015 15:40

 
O pior chegou – Quem achou que a educação do município de Penha não poderia ficar pior, ficou redondamente enganado. No momento em que se deveria investir no futuro da educação municipal, a administração atual de Penha, resolveu fazer apenas politica, colocando um vereador/funcionário que atuava no setor de IPTU da cidade e que possui apenas o segundo grau para comandar a Secretária de Educação do Município. Não é de estranhar se logo ele aparecer com um canudo na mão dizendo que é formado com doutorado em Pedagogia. Como na politica “vale tudo”. “Cuidar de certas pessoas pode não garantir o futuro de todos”, fico tentando entender, como pode uma pessoa eleita pelo povo, trair este mesmo povo para assumir um cargo que exige muito conhecimento na área da educação. Isto confirma que é preciso ser mais criteriosos ainda na hora de escolher quem vai nos representar. Um país sem educação não tem respeito ou valor algum. É preciso que o atual secretário da educação preste atenção por onde andar, principalmente com a molecada que anda com estilingue e louca para acertar um certo “Tiziu”.

Mau intencionados – Ao ler a matéria da sessão itinerante da câmara de Penha, fica fácil perceber o quanto boa parte do legislativo é mau intencionado. Para evitar críticas ou pressão da população, aproveitaram a sessão para fazer homenagem a maior empresa do bairro (Lunã). Muito lero-lero e blá, blá, blá, tomou conta da sessão, teve vereador que até estabeleceu o prazo para o término da drenagem pluvial e pavimentação do bairro, isso que ainda sequer foi feito a licitação. E ai meu povo, será que da para acreditar???

Tirando o brilho – Ao fazer seus comentários durante a palavra livre, o vereador Toninho/DEM pareceu estar com uma funda em mãos, pois deu uma pedrada certeira no vereador Claudinei/PSDB, disse ter ficado feliz por um lado e triste por outro se referindo ao campo do Gravata que não saiu do papel em 2009. Sem dúvida sua tristeza por não ter sido feito o campinho enquanto o vereador Claudinei/PSDB, estava com os projetos, mas feliz porque agora vai sair, sendo que o projeto esta com os vereadores Toninho e Isac que encabeçaram a causa com o apoio dos demais edis, vale lembrar que só se joga no campinho quem chega com a bola na mão. Magoado pelas palavras ditas na tribuna livre o vereador do PSDB no final da sessão foi tirar satisfações de Toninho, dizendo que o mesmo não pode tirar o brilho de outro vereador. Se o vereador Claudinei quer brilho, sugiro emprestar um dos ternos do atual secretário da Educação de Penha, só não garanto que vai servir.

Marisco em baixa – Com o cancelamento da Festa Nacional do Marisco de 2015, acredito que muito dinheiro deve ser investido em saúde e educação, mas com certos políticos assumindo uma das principais pastas do atual governo, vejo que se existe uma cultura não valorizada é a educação, onde o que interessa é usar o setor para fazer apenas politicagem barata, sem respeitar o devido valor de quem trabalha nesta função. Muitas são as famílias que dependem da produção de marisco e esperam o ano inteiro para obter um folego melhor na época da festa. Infelizmente, quando os comandantes da cidade usam viseira, o que se ve é apenas decepções. Onde foi investido o dinheiro da festa, durante esses quatro meses? Já que só agora resolveram cancelar a festa? Estamos de olho!!!
 
MEGAFONE
Sáb, 25 de Abril de 2015 16:02

 
Mais uma invasão - Já foram invadidas á Creche Simone Reis de Souza, na Praia Alegre, á Creche Casa da Amizade, no centro, e uma escola inteira o Grupo Laci Simão Correia , foi incendiado em 2013, tendo que ser demolido. Também no feriado de Tiradentes do ano passado, a Escola Horacina Soares Francisco, na Cohab, foi igualmente atacada pelo vandalismo.


Falta de Segurança – Sem dúvida que à falta de segurança não depende apenas do estado, mas cada município que deve agir de acordo com o que dispõe, buscando sempre seus dispositivos legais, atitudes que compete também aos vereadores ou Câmara de vereadores, agir em prol da cidade e não ficar apenas balançando à cabeça ou dizendo apenas a é.... Essa falta de atitude lembra aqueles bonequinhos balançando a cabeça que se coloca atrás dos carros. Falta de ação ou determinação política  gera falta de segurança.


Recadinho para o prefeito – Seria interessante se o prefeito Evandro realizasse seus passeios de carro ou à pé pelas transversais entre (Eugênio Krause e Av. Itapocoroi) e outras vias, para observar se é que sabe fazer isso, o quanto essas ruas precisam de atenção. Quem deseja continuar na berlinda deve conviver diariamente com os problemas da população ou será que para tal atitude vai faltar combustível. O prefeito deve estar de mãos dada com o povo ou tem receio de ser jogado no precipício?


A conveniência
- Tem revelado muita incompetência em vários setores da vida, seja ela profissional ou não, tudo pela falta de atitude e iniciativas que venham abolir de fato este termo, ou dar lugar aos que realmente possuem conhecimento de causa. Esta situação acontece em muitos municípios que acabam confirmando um antigo ditado: “Quem não tem competência não se estabelece”, E o povo vota pela competência ou pela conveniência?


Rede Social – Não é novidade alguma que muita gente usa rede social em horário de expediente, principalmente quando se trata de cargos públicos comissionados, mas utilizar o horário de trabalho (pefeitura). para tentar vender seus terreninhos em loteamento através da rede social é vergonhoso e infame. Pior é que existem outros cargos de confiança que também parece não ter o que fazer, curtem a página do mesmo. Vale lembrar que a energia elétrica e os salários destes desocupados são pagos com o dinheiro do povo. Vai um lotezinho ai? Mas não esqueça que além do salário que você esta pagando, vai dar mais uma comissãozinha?


Material escolar –
Como se não bastasse o rolo de 2010, a respeito do material escolar que foi licitado, faturado, pago mas que não foi entregue aos alunos da rede municipal de educação. Como esta estória de licitar, faturar e pagar não cola mais, o dinheiro do material escolar de 2015 deve ter tomado outro rumo ou endereço? O que se sabe de fato, é que os alunos não receberam e pelo andar da carruagem não receberão material neste ano letivo. Onde estão os vereadores que se dizem fiscalizadores do executivo e defensores do povo? Se colocar tudo num triturador nem para adubo serviriam.
 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL