Reclames do Povo
RECLAMES DO POVO
Sáb, 20 de Janeiro de 2018 12:58

Risco grave e iminente

Venho através desta solicitar pela 4ª tentativa a manutenção da rua vila nova, frente ao numero 865, onde foi removida a lombada e vem causando inúmeros riscos a integridade física dos moradores, transeuntes e veículos no local.
Foi aberto protocolo junto a prefeitura no ano passado e até o momento não houve sequer uma fiscalização para saber o que precisa ser feito. Já tivemos incidentes, projeção de pedras, velocidades muito acima do permitido entre outras Saliento que qualquer dano, incidente ou acidente, ficará essa instituição responsável civil e criminalmente por qualquer evento que venha a ocorrer.

Falta de higiene nos carrinhos de bebês

Acho uma matéria muito interessante, pois é com a saúde de nossos filhos. Não há fiscalização nenhuma, negligência dos comerciantes e normalmente o atendimento não é empático, pelo menos com a gente foi assim.
HAVAN (Barra Velha) - A maioria das cadeirinhas estão quebradas, não há protetores descartáveis e quando solicitado ao atendente do balcão de entrada, ela disse não saber se existia "isso" na loja. Perguntado a mais 4 atendentes, nenhuma sabia onde encontraria o protetor. foto identificada anexo.
REDE TOP (Penha) -  Solicitado ao funcionário do balcão, o mesmo disse que não possuía. Perguntei sobre a higienização, ele disse não sabia e não fez nenhuma questão de resolver. Havia um carrinho e quebrado no momento.

 
RECLAMES DO POVO
Sáb, 13 de Janeiro de 2018 13:21

 

ITAPOCOROI CORRE PERIGO

Dizer que Itapocoroi corre perigo é uma metáfora para retratar o momento sensível pelo qual estamos passando. É uma provocação ao leitor.
Nascemos de Itapocoroi, da Armação Baleeira de Itapocoroi. A região que leva esse nome hospedou no século XVIII uma Armação Baleeira que foi uma potência econômica durante o Brasil Colonial.
Nossa Armação forneceu óleo de baleia para a exportação e para o Rio de Janeiro, onde estava o Paço Imperial e a nobreza recém chegada de Portugal, depois de terem fugido dos anseios megalomaníacos de Napoleão Bonaparte. Sim, fomos muito grandes e importantes no contexto socioeconômico da época.
Bem, o pano de fundo da reflexão é o "preservar de nossa história" numa contradição com o avançar do crescimento econômico da cidade.
Sempre defendi o desenvolvimento harmonioso, sustentável, preservando bases histórico-culturais, a ocupação tradicional da nossa cidade, na perspectiva de promovê-la como destino turístico por sua própria cultura e história, e não como uma cidade edificada como Balneário Camboriú. Penha pode ter o desenvolvimento verticalizado que quiser, mas não na região histórica de Armação de Itapocoroi.
Este texto se justifica pois hoje temos novamente um fantasma do desenvolvimento predatório: Explico: Dois pedidos de alteração do plano diretor para mudar o enquadramento urbanístico da armação baleeira de Itapocoroi, que hoje é tida como "Zona Especial de Ocupação Tradicional", ou seja, um local de altíssimo valor histórico, base de nossa terra e nossa gente, entraram no Conselho da Cidade e podem, se nada fizermos, virar lei e mudar nossa história, “irreversivelmente”.
O zoneamento de Armação hoje permite construções de até 2(dois) pavimentos e alteração que pretendem fazer quer multiplicar isso por 10 (dez) vezes, ou seja, poderemos ter prédios de até 20 (vinte) andares num local histórico que deve ser mantido intocável (e que hoje não há estrutura viária, sanitária, hidráulica, urbanística ou mesmo turística).
Um dos pedidos que chegaram ao Conselho da cidade busca mudar o plano diretor da cidade para permitir a construção de um resort de 7 mil metros quadrados, de frente para o mar, próximo à velha capelinha. Um desejo de milionários estrangeiros que visa lucro e que, por outro lado, despreza completamente a nossa história e a gente que mora aqui.
A Armação Baleeira de Búzios, no litoral norte do Rio de Janeiro é um dos principais e mais prestigiosos destinos turísticos do Brasil. Sua história e geografia são impressionantemente iguais à nossa (vide aqui a semelhança: https://goo.gl/Txmucx). Lá a população se uniu e conseguiu aprovar uma lei para impedir o levantar de prédios (Perceba link como Armação pode ser desenvolvida sem ter prédios).
Milhares de pessoas desembarcam anualmente na Europa procurando suas ruínas e construções antigas. São milhões de turistas de todas as partes do mundo, levando muito dinheiro para aquelas cidades. O que se quer mostrar é que “nenhuma das cidades europeias é verticalizada nas regiões históricas” (conheci pessoalmente muitas delas e posso testemunhar isso).
Por que fazermos isso em Penha? Por que não usarmos a nossa igreja, a história da baleia? O museu da baleia, a rota da baleia, a temporada de avistamentos, como tem em Garopaba, Laguna e Imbituba? Temos "avistamento de tartarugas" na praia do Cascalho. Elas estão às centenas ali e encantam a todos nadando livremente...
A praia com as embarcações, a Igreja, a Ponta da Cruz, o Boqueirão, o trapiche em Itapocorói, a Cancela, o Coreto a Carioca, demolida quando eu era menino, os poços de óleo de baleia que ainda estão lá, intactos, são a nossa essencia. Isso é Armação, nós somos Itapocoroi. É de onde viemos.
E o que ocorrerá aqui se permitirmos que esses grandes grupos investidores coloquem seus pés aqui com seus arranha-céus à beira-mar? Tirarão nossa gente daqui, comprarão terrenos à beira-mar por (para eles) míseros centavos (o muito para nós é pouco para eles), construirão resorts, pousadas luxuosas, colocarão embarcações milionárias no lugar das nossas lanchas do pescador artesanal e estes, do dia para a noite, sumirão.
Nossa história já está em colapso. Os filhos dos artesanais não são mais artesanais... poucos mantêm essa forma de vida. Em 50 anos, naturalmente nós não teremos mais artesanais e a verticalização acelerará esse processo. Esses megaempresários, megagrupos não nos querem aqui. Querem lucro, cifrões. E eles só não vão colocar o trator na nossa Velha Igrejinha porque é tombada pelo patrimônio histórico. Mas ela ruirá (assim como nossas casas) com bate estacas das construções e os caminhões cheios de concreto e tijolos.
E se essa ideia de verticalização de Armação for aprovada é questão de tempo para construírem arranha-céus ao redor dela... E a vista que temos da porta da igreja será tapada para sempre por uma parede.
Se permitirmos essa aprovação, se permitirmos o desejo de lucro desses megaempresários, será o início do fim da nossa história, mas é preciso que se diga: Não somos contrários ao desenvolvimento. Precisamos gerar emprego e renda, bem estar para nossa gente, mas que seja em outro local da cidade (Penha tem 60 quilômetros quadrados). JAMAIS AQUI EM ITAPOCOROI (reafirmo não ser - não sermos - contra o desenvolvimento, mas não em Armação).
ARMAÇONENSE, PESCADOR, DONA DE CASA, FILHOS DA TERRA, ARMAÇÃO CORRE PERIGO. "DIGA NÃO A ESSES EMPRESÁRIOS"!!!
COMPAREÇAM À AUDIÊNCIA PUBLICA QUE DECIDIRÁ PARA SEMPRE O DESTINO DA NOSSA ARMAÇÃO. SERÁ NA SEGUNDA-FERIA, DIA 15, ÀS 19H, NO SALÃO PAROQUIAL DA IGREJA DE SÃO JOÃO BATISTA, EM ARMAÇÃO DE ITAPOCOROI.
Guilherme Flores, Policial, professor universitário, armaçnense nato, fecundado e criado nesta terra, filho, neto, bisneto, tataraneto de gente com cheiro de brisa e maresia, essa gente forte, forjada neste chão e neste mar pelo embate das ondas e do vento sul, à sombra da nossa velha Capelinha de São João.
"Em homenagem aos meus avós Lídio Amâncio da Costa e Nery Flores, ao Tio Francisco (Dico) Amâncio da Costa, João Bento Rosa, Dona Beata, Vó Bia, os Senhores Picucho e Anísio Santos, Lídio Damásio dos Santos, Nestor Pinto, Milton Fonseca, Milton Souza, os senhores Benedito, Bieli, Amaro, Evilásio, Juca, João Ardina, Franklin Bento, Teodoro, Tido, Inácio Francisco de Souza, Felipe e tantos outros saudosos, incontáveis, inesquecíveis personagens, protagonistas dessa linda poesia que é Armação".
Guilherme Nazareno Flores

 
RECLAMES DO POVO
Sáb, 15 de Julho de 2017 16:17

“O prefeito sumiu”

Alguém que votou em outubro de 2016, sabe me informar onde anda o prefeito? Estará em Brasília com o pires na mão pra ver se consegue alguns trocados para o município? Ou andará em uma tour pela Europa, para ver se consegue a verba de uma grande multinacional para reforçar as finanças do município?
O que o prefeito tem feitos nesses 6 meses de governo? Que obra ele tem feito? Qual incentivo que tomou para algum conforto aos moradores, e olhe, que tem muita coisa para fazer.
E a saúde Sr. prefeito como esta? Faz 3 meses que não tem tiras de aparelhos para medir glicemia. Na secretaria da saúde, mandara ir aos postinhos, ora sr. prefeito, a médica me receitou injetar 6 vezes ao dia insulina. Quem sabe o Sr. me consegue uma caixa num postinho para diminuir e ficar perto do teste de glicemia? Isto que o governo federal, e o estadual determina que toda as prefeituras forneçam gratuitamente todos os remédios, tiras e aparelhos, aos portadores de diabetes.
Qual a sua responsabilidade com a saúde do cidadão, prefeito? Está na hora, depois de 6 meses de mandato, demonstrar que está fazendo alguma coisa. Já gastei mais de R$300,00 reais só de tiras e aparelhos para medir glicemia.
E as promessas de campanha ficaram lá em outubro, ou o Sr. Se esqueceu, como acontece com os aventureiros políticos?
Vamos trabalhar Sr. prefeito, dar uma satisfação aos que votaram no sr. ou vai a prefeitura só pra receber o salário?
Pobre povo, mais uma vez enganado, por aventureiros políticos.
Teria muito mais a falar, mas por hoje, vou ficar por aqui.

Morador de penha

Transcrito por ipsis litteris

 
Furto na Praia da Paciência
Sáb, 04 de Fevereiro de 2017 19:42

“Sou natural do RJ e resíduo em Vila Velha/ES, no dia 21/01/17 fui visitar a Praia da Paciência, local lindo pela beleza natural, para meu espanto tive meu carro furtado nesta tarde no qual os assaltantes reviraram toda a minha mala e da minha esposa, levando a carteira dela, minha pasta de trabalho, notebook, óculos de sol e vários documentos.
Fico espantado pois além do meu veículo foram assaltados outros 3 carros que também tiveram suas fechaduras arrombadas e um deles o vidro traseiro danificado e removido do carro. Toda essa ação só pode ter sido realizada por uma quadrilha, pois se precisou tempo para além de realizarem os arrombamentos, terem tempo de revirarem as malas a procura de equipamentos eletrônicos e valores. Meu sentimento de local seguro, terra boa de se morar está destruído.
Peço apenas que o poder público tome providencias para que isto não se aconteça novamente. “
“Recompensasse muito bem por notebook Dell Vostro ou arquivos, furtados na Praia da Paciência no dia 21/01.
Falar com Guto 27.981442023 (Incluir símbolo do Whatsapp).

 
RECLAMES DO POVO
Seg, 07 de Novembro de 2016 15:57

Sem a devida fiscalização muro é erguido sobre a areia

Penha/SC - Ao circular pela praia da armação, me deparei com uma obra que considero irregular, sem qualquer placa de engenheiro responsável, um muro está sendo erguido sobre a areia da praia, beneficiando apenas os interesses do proprietário.
Para quem tem o desejo de poder caminhar na praia, acaba se deparando com construções irregulares que poluem visualmente a beleza das nossas praias, que deveriam ser olhadas de uma forma legal e prática.
Esta obra está localizada no início da rua Emídio de Souza direto na praia, mas infelizmente não adianta denunciar na prefeitura ou algum órgão responsável, pois nada fazem para fiscalizar esta agressão ambiental. 

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL