Polícia Civil realiza a segunda campanha de prevenção de desaparecimento de crianças em praias do Litoral Norte e Sul catarinense
Sáb, 20 de Janeiro de 2018 12:54

Mais de 10 mil crianças receberam a pulseira de identificação e 750 folders com dicas de prevenção e materiais educativos foram distribuídos, desde dezembro, até o momento, nas principais praias do Litoral Norte e Sul de Santa Catarina. A ação faz parte da campanha de prevenção de desaparecimento de crianças no litoral, que está na sua segunda edição.
Uma delegacia móvel também foi disponibilizada para atender o projeto. O veículo está presente nos locais de maior fluxo de turistas e banhistas, nas sextas-feiras, sábados e domingos, cada dia em uma cidade diferente. O objetivo é alertar os pais ou responsáveis para redobrar a vigilância com seus filhos na praia, onde o índice de crianças perdidas e desaparecidas aumenta nesta época do ano.
As praias de São Francisco do Sul, Itapoá, Barra do Sul, Itapema, Balneário Camboriú e Barra Velha já foram atendidas pelo projeto.  No próximo final de semana, as praias do Litoral Sul como Laguna, Jaguaruna e Garopaba terão o serviço. Este trabalho de orientação e divulgação segue até o final da Operação Veraneio.
A equipe percorre os 560km do litoral catarinense e a receptividade da população tem sido positiva, já que, além das crianças, idosos, pessoas com deficiência e estrangeiros também são atendidos .
Para o diretor da Diretoria de Polícia do Litoral (DPOL), delegado José Celso Corrêa, ações como esta consolidam ainda mais a integração entre a Polícia Civil e a comunidade. “Este projeto auxilia e oferece mais tranquilidade e segurança para aquelas famílias que procuram  nosso Estado para passar as férias”, explica.
Para o policial civil Renato do Amaral, na região de Joinville, a parceria entre a Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional e a ONG Crianças Desaparecidas, é considerada muito positiva por se tratar de uma campanha de prevenção e orientação à população. “Posso garantir que o número de desaparecimentos durante a campanha diminuiu muito”, afirma.
Segundo o policial, há muitos casos de desatenção e descuido, principalmente em praias movimentadas e em festas de grande concentração de pessoas, como o carnaval.  “Agradeço o apoio e o incentivo neste projeto da Delegacia Geral, através dos delegados Artur Nitz e Marcos Guizoni; o Diretor da DPOL, Delegado José Celso e os delegados regionais, de Joinville, Tânia Harada e de Balneário Camboriú, David Queirós”, disse.
Dicas de Segurança
- Ensine a criança seu nome completo, nome dos seus responsáveis, seu endereço, telefone e referências. Mas, se houver dificuldades para memorizar, faça ela utilizar pulseiras de identificação com o nome dos pais e telefone.
- Oriente a criança a não aceitar presentes, alimentos e caronas sem seu consentimento.
- Sempre acompanhe as crianças ao banheiro público. Se não puder, peça a alguém de confiança.
- Não tire os olhos da criança. Se algum adulto desconhecido aproximar-se, acompanhe ainda mais atentamente.
- Evite lugares muito lotados.
- Em locais com piscinas, redobre os cuidados.
- Em caso de se perder da criança, procure rapidamente um agente público devidamente identificado.